Outras Notícias

paz desenvolvimento

  • O CPPC apresentou no sábado, 22, o livro «Décadas de Luta pela Paz», numa sala do Fórum Lisboa. Com a presença dos activistas que mais directamente participaram na concepção do livro e dos presidentes da Direcção Nacional e da mesa da Assembleia da Paz, Ilda Figueiredo e António Avelãs Nunes, a sessão constou de uma abordagem ao conteúdo do livro, no qual estão expressas as principais causas, campanhas e acções realizadas pelo movimento da paz desde finais dos anos 40 do século XX e particularmente nas últimas quatro décadas, após a formalização jurídica do CPPC.
    Valorizada foi também a actualidade da obra, pois muito embora tenha um inegável carácter histórico, revela que as causas que ainda hoje movem o CPPC são, na sua maioria, as mesmas que motivaram o arranque do movimento da paz, poucos anos após o final da Segunda Guerra Mundial: a exigência de proibição das armas nucleares e de destruição massiva, a dissolução dos blocos político-militares, o fim das bases militares em território estrangeiro, a solidariedade aos povos que enfrentam a guerra, a opressão e a ingerência.
    Ilda Figueiredo e António Avelãs Nunes valorizaram a edição do livro, considerando-o uma homenagem a todos quantos, ao longo dos anos, se bateram pela paz e a solidariedade e um importante instrumento de acção do CPPC pelos seus objectivos.

  • concerto pela paz lisboa artistas 2 20200310 1031332565

    4 DE ABRIL - 15H30 - FÓRUM LISBOA - Entrada Livre

    O Coral Alentejano da Casa da Cultura da Ajuda, foi criado no final de 2016, por iniciativa da vogal da Junta de Freguesia Marina Costa Penedo que detém o pelouro da cultura. Começou os ensaios em Outubro do mesmo ano. Constituído por 26 elementos, é um grupo coral alentejano misto com 14 mulheres e 12 homens.
    Com uma maioria de cantores e cantadeiras naturais do Alentejo, mantém fortes raízes à terra mãe. É um grupo polifónico que se dedica ao "cante" tradicional, à defesa do património cultural alentejano e ainda ao estudo da presença dos Alentejanos na Ajuda.
    Sendo incomensurável o amor pelo Alentejo de todo o grupo, a forma de o expressar é cantando, defendendo e consolidando esta grade conquista, que é, o Cante Alentejano, Património Imaterial da Humanidade.
    Continuamos o “Cante e a Moda” na Capital não esquecendo as suas origens, preservando as tradições culturais e respeitando o Cancioneiro Popular Alentejano.

    A Comunidade de Alentejanos, muitos Ajudenses de diversos pontos do Alentejo e da Autarquia, acarinham este Grupo, zelador da sua cultura e sedento por colaborar na divulgação deste seu património, que é o cante alentejano.

    Ensaiador: José Fernandes
    Adjunto e Cabo do Grupo: Jorge
    Pontos: Helena Santos, Manuel Vieira, Mariana Alves, Maria do Carmo
    Altos: António Vieira, Jorge e Fernanda Vieira
    Grupo: Mariana Mendonça, Mariana Alves, Maria Noronha, Célio Pereira, Laurinda Carneiro, Ilda Nobre, Luísa Lopes, Lurdes Figueiredo, Graciela França, Joana Reis, Odete Sousa, Maria Matos, Eduardo Fraga, Armindo Rebelo, Aníbal Alves, António Vieira, Carlos Bernardo e Manuel Perpétuo

  • DECLARACION FINAL

    IV Conferencia Internacional de Argel «El Derecho de los Pueblos a la Resistencia: caso del Pueblo Saharaui»

    Argel, Hotel El Aurassi, 14 y 15 de Diciembre de 2013

  • dia da paz cidadania global 1 20190510 1018204884

  •  dia internacional do desporto ao servico do desenvolvimento e da paz 1 20140404 1080710885

    O Desportivo Operário do Rangel, em cooperação com o Conselho Português para a Paz e Cooperação e com a Plataforma das Organizações Não Governamentais para o Desenvolvimento, promovem um Colóquio no âmbito das comemorações do primeiro Dia Internacional do Desporto ao Serviço do Desenvolvimento.

  •  

    O Conselho Mundial da Paz (CMP) reuniu-se em Belgrado, Sérvia, nesta sexta-feira (21), para discutir o atual contexto europeu, o fortalecimento da luta pela paz e contra o imperialismo, além do aprofundamento da cooperação no continente.

    Já neste sábado (22) e domingo (23), tem lugar o Fórum Belgrado “Pelo Mundo de Iguais”, marcando os 15 anos desde a agressão da Organização para o Tratado do Atlântico Norte (Otan) contra a antiga Iugoslávia.

  •  

    Neste fim de semana, organizações de luta pela paz de diversos países participaram na conferência do Fórum de Belgrado por um Mundo de Iguais, na Sérvia, na ocasião dos 15 anos desde a agressão da Otan contra a antiga Iugoslávia.

    A presidenta do Conselho Mundial da Paz, Socorro Gomes, discursou sobre a importância do evento na promoção da luta dos povos contra o imperialismo e na construção de um mundo justo, livre da dominação.