Outras Notícias

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

  • Falecimento de Vítor Silva 08-08-2018

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta informar do falecimento de Vítor Silva, ocorrido na madrugada de hoje. Membro do...

A propósito do “Caso Skripal” CPPC defende o desanuviamento e a paz

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) expressa a sua preocupação com os recentes desenvolvimentos em torno do alegado envenenamento no Reino Unido do agente britânico Sergei Skripal e sua filha.

A adopção de medidas contra a Federação Russa – incluindo a expulsão de diplomatas deste país e um desenfreado discurso anti-russo – adoptadas particularmente por países membros da NATO e da União Europeia, agrava ainda mais a tensão que tem caracterizado a situação internacional, já hoje marcada por uma acelerada militarização por parte dos EUA e NATO, nomeadamente no Leste da Europa.

Ler mais...

Parlamento Europeu premeia violência golpista

O Parlamento Europeu atribuiu o prémio Sakharov aos sectores que têm protagonizado a violência golpista na Venezuela e que são responsáveis por dezenas de vitimas entre a população venezuelana.

Significativamente, um dos laureados é Leopoldo López. Recorde-se que Leopoldo López foi condenado por desvio de dinheiro da empresa estatal de petróleo da Venezuela e do Município de Chacao, que dirigiu entre 2000 e 2008. Foi Leopoldo López que encabeçou a manifestação contra o Palácio de Miraflores, que originou dezenas de mortos e que serviu de pretexto para desencadear o golpe de Estado que, em 2002, afastou por 3 dias o Presidente Hugo Chávez. Leopoldo López foi igualmente um dos principais instigadores das acções de violência em 2014, que incluíram as barricadas conhecidas como “guarimbas”, das quais resultaram 43 mortos. É na sequência da sua responsabilidade perante esta acção terrorista que Leopoldo López foi condenado a 13 anos de prisão em 2015.

Ler mais...

Apelo aos Povos da Europa - Dar mais força à luta pela paz!

dia internacional da paz 2017 1 20170920 1418491887

 

No âmbito da decisão tomada pela Assembleia Mundial da Paz, ocorrida no Brasil e reafirmada pela Reunião das organizações membro do Conselho Mundial da Paz (CMP) na Europa, ocorrida em Berlim, de assinalar o Dia Internacional da Paz com iniciativas contra as armas nucleares e outras armas de destruição massiva, e contra as bases militares estrangeiras, as organizações membro do CMP na Europa unem-se e contribuem para o sucesso deste Dia de Acção ao, entre outras actividades, colectivamente redigirem e divulgarem o "Apelo aos povos da Europa - Dar mais força à luta pela paz! - 21 de Setembro —Dia de Acção contra as armas nucleares e outras armas de destruição massiva e as bases militares estrangeiras"

 

21 de Setembro —Dia de Acção contra as armas nucleares e outras armas de destruição massiva e as bases militares estrangeiras

As organizações membro do Concelho Mundial da Paz na Europa decidiram celebrar o Dia Internacional da Paz — proclamado pelas Nações Unidas para o dia 21 de Setembro — unindo as suas vozes num apelo aos povos da Europa para dar mais força à luta pela paz!

Os povos da Europa e de todo o Mundo enfrentam a crescente agressividade global do imperialismo, a escalada do militarismo, o aumento da despesa militar, a corrida por novas, mais sofisticadas e destrutivas armas, incluindo armas nucleares, a instalação de novas forças militares e equipamentos em bases

Ler mais...

A situação na Ucrânia fragiliza a Paz na Europa

 

O processo de balcanização iniciado na Europa em 1999, com os bombardeamentos à Jugoslávia, prossegue agora com a tragédia da guerra promovida na Ucrânia. São incríveis as imagens que nos chegam de edifícios e pontes destruídas, casas queimadas e cadáveres nas ruas. Mortos ultrapassam os 7.000, A tragédia prossegue apesar do acordado cessar-fogo.

Para defesa da PAZ e esclarecimento da actual situação nessa região da Europa, necessidade acrescida pelo facto de a comunicação social dominante e as agências de notícias veicularem apenas a propaganda da NATO sobre este e outros conflitos que ameaçam a Paz, o Núcleo de Coimbra do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) promove uma sessão pública com o tema

A entrada de uma unidade da NATO na Ucrânia provocaria a entrada do exército russo no teatro de operações? Quais as consequências disto para a PAZ na Europa?

Esta e outras questões poderão ficar mais esclarecidas nesta sessão.

Que ninguém falte!