Outras Notícias

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

  • Falecimento de Vítor Silva 08-08-2018

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta informar do falecimento de Vítor Silva, ocorrido na madrugada de hoje. Membro do...

ato politico cultural pela paz solidariedade com a revol 1 20190213 2026508677

Colocando a defesa da paz como uma questão premente face à ameaça reiterada por Trump de agredir militarmente a Venezuela e o povo venezuelano, organizações portuguesas promovem um ato político-cultural no próximo dia 22 de Fevereiro, com inicio às 18h00, na Voz do Operário, em Lisboa.

Participarão solidariamente neste ato artistas como, 'El Sur', 'Freddy Locks', Jorge Rivotti, Sebastião Antunes e ainda Tiago Santos e Sofia Lisboa.

A defesa da paz, a solidariedade com a Revolução bolivariana é tão mais importante quando sobre a Venezuela se abate uma operação de ingerência e agressão, sustentada numa ampla campanha de desinformação que deliberadamente esconde que na raiz de dificuldades sentidas pelo povo venezuelano – que atingem também a comunidade portuguesa na Venezuela – está um feroz e desumano bloqueio económico e financeiro promovido pela Administração Trump.


A Venezuela e o povo venezuelano têm sido vítimas da acção desestabilizadora dos EUA e da extrema-direita venezuelana – responsáveis por recorrentes golpes de Estado, boicote económico, acção de violência e terrorismo, destruição de infra-estruturas e bens públicos e recusa de participação em eleições (em 20 anos, realizaram-se 25 actos eleitorais na Venezuela) e recusa do diálogo –, que não aceitam que o povo venezuelano possa decidir soberanamente o seu caminho de desenvolvimento e progresso social.

Não a novas 'Cimeiras das Lajes', reuniões da NATO ou encontros bilaterais em Washington, em que Governos portugueses sejam cúmplices e co-responsáveis pela desestabilização e a agressão contra Estados soberanos e os seus povos.

Não mais golpes de Estado fascistas – como contra o Chile de Salvador Allende!

Não mais guerras de agressão – como contra a Jugoslávia, o Iraque, a Líbia, a Síria ou o Iémen!

Pela paz e pelo respeito da soberania e independência da Venezuela!

#TiremAsMaosDaVenezuela #VenezuelaNoEstaSola #HandsOffVenezuela