Outras Notícias

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

  • Falecimento de Vítor Silva 08-08-2018

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta informar do falecimento de Vítor Silva, ocorrido na madrugada de hoje. Membro do...

dia do trabalhador 2014 2 20140504 1997945126

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) chama a atenção e repudia o constante desrespeito que Governo e Presidente da República demonstram pelos portugueses, pela Constituição da República Portuguesa (CRP) e pelas leis do Estado.

O CPPC considera ser urgente pôr fim a uma política externa, marcada pela total subserviência aos interesses e políticas belicistas da NATO, dos Estados Unidos da América e da União Europeia, em total desrespeito pela Constituição da República, que leva o nosso país a um alinhamento com aqueles na violação do direito internacional,

nomeadamente na agressão económica, política e militar a outros povos.

O CPPC reafirma o seu compromisso de intervir por mais justiça social e por um País verdadeiramente soberano que paute as suas relações externas pelos princípios declarados no artº 7 da Constituição de Abril, nomeadamente o respeito pela soberania dos povos, pela cooperação, a amizade e a paz.

Assim o CPPC junta a sua voz a todos os que agem contra a injustiça, a exploração e o empobrecimento, pelo emprego, a saúde, a educação e a segurança social digna, por mudanças de políticas que, retomando os caminhos da Revolução de Abril, caminhos de liberdade, de democracia, de soberania nacional, de progresso social e económico, de cultura e de paz, respondam aos graves problemas com que o nosso País e o nosso povo se confrontam.

Neste sentido, o CPPC apela a todos os amantes e activistas pela Paz, a todos os democratas e patriotas, a todos os que querem parar com este rumo de desastre para o povo e o País, que participem nas manifestações convocadas pela CGTP-IN para os próximos dias 14 e 21 de Junho, no Porto e em Lisboa, respectivamente.