Outras Notícias

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

  • Falecimento de Vítor Silva 08-08-2018

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta informar do falecimento de Vítor Silva, ocorrido na madrugada de hoje. Membro do...

Celebram-se, hoje, 50 anos da grande “Marcha sobre Washington, pelo Trabalho e Liberdade”, que reuniu 250 000 participantes e activistas pela exigência de um país mais justo, solidário e de igualdade social. Esta Marcha teve como precedentes as discriminações raciais e as grandes dificuldades vividas pela maioria do povo americano, nomeadamente a elevada percentagem de desemprego e a forte violência, exploração e pobreza que atingia sobretudo a população negra.

A Marcha sucedeu-se à multiplicação de lutas dirigidas por vários movimentos empenhados na defesa dos direitos dos cidadãos, e tornou-se ainda mais significativa por ter conseguido mobilizar tanta população, apesar das tentativas de desmobilização por parte da maioria da comunicação social, que condenava ao fracasso a sua realização.

 

Desta grandiosa Marcha, pelo número de participação e pelo conteúdo das exigências aí expressas, um dos símbolos mais significativos foi o discurso “I have a dream”, de Martin Luther King, no qual esteve presente a denúncia das desigualdades sentidas pelos americanos em razão da sua cor da pele, e a exigência de uma urgente alteração dessa situação, na defesa da igualdade, da liberdade e da justiça social.

O CPPC saúda fraternalmente esta data pelos valores que representa – trabalho, liberdade, igualdade, justiça social - que são bases essenciais para a paz, mas também pelo seu contributo para as transformações mais imediatas na sociedade norte-americana e no mundo, bem como pelas marcas indeléveis na História, sendo certo que ainda é longo caminho a percorrer.

Num contexto tão incerto e difícil como o que vivemos, actualmente, em Portugal e no Mundo, com os EUA a aumentar a ingerência e a agudizar conflitos em várias partes do mundo, com especial destaque para o Médio Oriente, o CPPC relembra que um mundo melhor é possível e que muitos são os que pugnam pela transformação social, por via da concretização dos valores da Paz, da solidariedade, da liberdade, do trabalho, da igualdade e dos direitos sociais.

O CPPC apela a que todos que se juntem na defesa destes valores, que estão plasmados na Constituição da República Portuguesa, na luta pela construção de um País e de um Mundo de Paz, onde os direitos humanos sejam uma realidade para todos!